Contemplado no Prêmio Funarte Myriam Muniz 2012, Parece Bolero é um estudo do bolero como música, dança e drama. Dirigido por René Guerra, com dramaturgia de Paula Lice, o solo apresenta a personagem Gracinha. Quase fina, quase talentosa, quase orgânica e quase feliz, Gracinha quer ser cantora, dançarina, artista de televisão. O espetáculo é um retrato da década de 1950. Gracinha é Mulher. Puro drama e melodrama. Aprendeu com as novelas. Uma declaração rasgada de amor para Gilberto, dançando com Iara, Betty e Malu.