Com direção de Lázaro Ramos e texto de Aldri Anunciação, a comédia-dramática Namíbia, Não! recebeu o Prêmio R7 de Melhor Texto de Teatro de 2012 – São Paulo, através de votação popular, que mobilizou mais de 100 mil votantes. O espetáculo foi ainda contemplada com o Prêmio Braskem de Teatro 2011 – Salvador e o Prêmio Fapex – 2010, ambos na categoria Melhor Texto. O livro Namibia, Não!, também escrito por Aldri Anunciação, venceu o Prêmio Jabuti de Literatura, maior prêmio brasileiro de literatura.

O argumento da peça parte da seguinte situação hipotética: o ano é 2016, e o governo brasileiro decreta que todos os cidadãos de melanina acentuada sejam deportados para um país da África, como medida de reparação social. Com humor e inteligência, o espetáculo provoca uma discussão sobre as relações humanas no Brasil, a partir do confinamento de dois primos (André e Antônio) em um apartamento, que tentam se proteger da ambiciosa Medida Provisória. Se valendo da estética do teatro de absurdo e da comédia irônica o texto e a encenação de Namíbia, Não! colocam o espectador em uma situação de conflito, onde a decisão de ir ou ficar, não são opções fáceis de escolher.