As memórias da antiga “zona” de Salvador foram a matéria da exposição “Mulher-Dama”, de Flávio Damm, que esteve aberta para visitação no período de 09 de janeiro a 10 de março de 2018, no Museu da Cultura Afro-Brasileira – MUNCAB. A exposição apresentou um ensaio inédito sobre prostitutas e seus espaços de vida, realizado entre janeiro e fevereiro de 1966, originalmente para um livro com o mesmo título que Flávio publicaria com o amigo Jorge Amado, projeto que foi abortado por conta do AI-5 e, com o passar do tempo, esquecido.

A exposição reuniu 42 fotografias feitas por Flávio Damm nas ruas do meretrício de Salvador em 1966 – exibidas no formato 20 x 30 cm, preferido pelo fotógrafo – e uma projeção com 52 fotografias do Meia-Três. O projeto contou também com ações paralelas a exemplo da mostra de documentários TODO PODER ÀS PUTAS – seguidas de bate papo com convidadas –oficinas para prostitutas de Salvador ministradas pelas artistas Tininha Llanos e Vânia Medeiros, além de ações artísticas no museu e em seu entorno – justamente a área tradicional de prostituição do centro da cidade –  relacionadas com as temáticas da prostituição e da gentrificação, que posteriormente serão divulgadas.